Glossário

A

Abortivo

Que provoca o aborto, que interrompe a gravidez.

A

Aborto

Interrupção da gravidez, pode ser de forma espontânea ou provocada. Neste último caso denomina-se de aborto terapêutico ou interrupção voluntária da gravidez (IVG).

A

Aborto induzido

Aborto provocado, que não é espontâneo.

A

Apego

Ligação amorosa, sentimento de união e dependência com pessoas e coisas.

A

Aréola mamária

Zona pigmentada mais escura à volta do mamilo.

A

Asfixia

Dificuldade respiratória que leva à falta de oxigénio e eventualmente à morte.

A

Atividade sexual

Qualquer prática entre duas ou mais pessoas, que vise a obtenção de prazer ou outro tipo de sensações e que muitas vezes, mas não só, implicam a estimulação dos órgãos sexuais.

B

Bolsa de águas

Bolsa ou "saco" cheio de líquido amniótico que envolve o bebé quando a mulher está grávida. O líquido amniótico pode sair lentamente ou de repente, em grande quantidade antes do parto. Normalmente é claro e transparente.

C

Centro de Planeamento Familiar

Centros de atendimento onde profissionais informam e aconselham acerca da saúde sexual e reprodutiva. Presta-se esclarecimento acerca dos métodos contraceptivos, gravidez, fertilidade, prevenção e detecção de IST, prevenção do cancro do colo do útero e do cancro da mama, relações interpares e sexualidade em geral.

C

Cesariana

Abertura cirúrgica do abdómen ou barriga da mulher para remover o bebé sem que este passe pelo canal vaginal. 
A incisão cirúrgica é depois fechada.

C

Ciclo anovulatório

Ciclo menstrual onde não acontece uma ovulação. Ciclo menstrual onde os ovários não libertam nenhum óvulo.

C

Ciclo menstrual

Tempo compreendido entre o início de um período menstrual e o início do ciclo menstrual seguinte. Corresponde ao intervalo de tempo entre o 1º dia de uma menstruação e o dia anterior da menstruação seguinte.

C

Coito

Cópula, ato sexual, penetração.

C

Cólicas

Acontecem geralmente até aos 3/4 meses do bebé devido à acumulação de gases nos intestinos.

C

Colo do útero

Parte inferior e mais estreita do útero, que o une à vagina.

C

Colostro

Substância produzida pelas mamas da mulher depois do parto. Esta substância contém elementos essenciais para o bebé. Até à descida do leite a mãe deve alimentar o seu bebé com o colostro.

C

Conceber

Engravidar. Ficar grávida.

C

Conceção

Quando o óvulo fertilizado se implanta no útero.

C

Contraceção

Ação que impede a fecundação. Controlo da natalidade.

C

Contraceção de emergência

Também chamada de pílula do dia seguinte, é um contracetivo de emergência que consiste num medicamento que é tomado depois de uma relação sexual de risco, no máximo até às 120 horas (cinco dias) seguintes, de modo a evitar uma gravidez. Não protege das infeções sexualmente transmissíveis.

C

Contracetivo

Fármaco, substância, dispositivo ou método utilizado para impedir a gravidez.

C

Contracetivo injetável

Método contracetivo hormonal que consiste na injeção de progestagénio a cada três meses para impedir a ovulação. Não protege das infeções sexualmente transmissíveis.

C

Contrações uterinas

Movimentos do útero no início do trabalho de parto; o útero começa a contrair-se para ajudar o bebé a sair.

C

Cordão umbilical

Cordão flexível que une o feto à placenta e por onde o feto recebe oxigénio e alimentos.

D

Dentição

Formação e nascimento dos dentes. A maioria dos bebés tem 20 dentes de leite até aos 2 anos e meio.

D

Dequitadura

Saída da placenta do útero após o nascimento do bebé.

D

Desidratação

Perda de líquidos do corpo. Pode ter consequências negativas para a saúde se for de intensidade e duração elevadas.

D

Desvinculação

Anulação de um vínculo afetivo. Rutura de uma relação.

D

Diarreia

Perda de fezes muito líquidas.

D

Dilatação

Encurtamento e dilatação do colo do útero antes do parto. Este começa a encurtar e a dilatar-se até chegar aos 10 cm.

E

Electrocussão

Choque eléctrico, que pode ter diferentes intensidades. Pode originar queimaduras graves. 



E

Embrião

Ser vivo nas primeiras etapas de desenvolvimento, desde a fecundação até ao seu desenvolvimento morfológico, ou seja, até à formação dos órgãos.

E

Endométrio

Revestimento interior do útero que ao longo de cada ciclo se prepara para receber uma gravidez através da acumulação de tecidos

E

Envenenamento

É o efeito produzido no organismo por um veneno, quer seja introduzido por via digestiva, respiratória ou por contacto com a pele.


E

Epidural


Técnica utilizada para o tratamento da dor durante o parto, também conhecida como analgesia epidural. É realizada através de um tubo que é introduzido na coluna lombar (espinha) e através do qual são administrados os medicamentos. A analgesia epidural não afeta a evolução do trabalho de parto e é reforçada de duas em duas horas, ou sempre que se julgue necessário.

E

Espermatozoides

Células microscópicas que se produzem nos testículos e que se encontram no líquido espermático ou sémen. Gâmetas masculinos. Célula sexual destinada à fecundação.

E

Esterilidade

No homem ou na mulher, incapacidade para a reprodução. Que não pode reproduzir-se.

E

Esterilização

Processo que elimina ou destrói todas as formas de microrganismos, como sejam vírus, bactérias ou fungos. É importante para evitar infeções.

F

Febre

É um dos meios que o corpo desenvolveu para se defender de uma infeção, inflamação ou doença. Assim, quando uma criança ou adulto tem febre é sinal de que o seu corpo está a combater algum agente infecioso.

F

Fecundação

Fertilização, união do espermatozoide com o óvulo. Início da formação do ovo.

F

Fecundar

Fertilizar, união do espermatozoide com o óvulo.

F

Fértil

Que está em condições de reproduzir-se.

F

Fertilização

Fecundação, união, fusão do espermatozoide com o óvulo.

F

Fertilização artificial

Fertilização produzida por meios não naturais, tais como a inseminação artificial e a fecundação in vitro.

F

Fertilização in vitro

Sistema artificial de fertilização que consiste em fertilizar os óvulos, previamente extraídos, com esperma, num tubo de ensaio em laboratório. Após esse procedimento, eles são implantados no útero para que continuem a desenvolver-se.

F

Feto

Produto da conceção desde a oitava semana até terminar a gravidez; fase posterior ao desenvolvimento embrionário, ou seja, ao desenvolvimento dos órgãos.

G

Gâmeta

Cada uma das células sexuais, masculina e feminina, que quando se unem realizam a fecundação.

G

Gestação

Período de gravidez, desde a conceção até ao parto.

G

Ginecologia

Ciência que tem como objeto de estudo e intervenção o aparelho genital feminino.

G

Glândulas mamárias

Mamas, peitos ou seios.

G

Glândulas salivares

Glândulas localizadas na boca e que produzem saliva.

G

Gónadas

Ovários e testículos; glândulas onde se produzem e maturam as células sexuais.

G

Gravidez

Tem início a partir do momento em que se dá o fenómeno da nidação, ou seja, em que o ovo se fixa às paredes do endométrio. No entanto, o cálculo do início da gravidez é feito a partir do início do último ciclo, isto é, do 1º dia da última menstruação.

G

Gravidez não desejada

Gravidez que não se quer, que não se deseja; ficar grávida por não fazer contraceção ou por o método contracetivo ter falhado e que não se deseja.

H

Hematoma

Rompimento interno de vasos sanguíneos provocado por pancadas ou quedas. Também conhecido como “galo” quando ocorre na cabeça.

H

Hormonas

Substâncias químicas segregadas pelas glândulas endócrinas dentro da corrente sanguínea.

I

Índice de Apgar

Consiste na primeira avaliação feita pelo pediatra logo após o nascimento do bebé e tem em conta as seguintes funções do recém-nascido: a frequência cardíaca; a capacidade respiratória; o tónus muscular (força dos músculos); os reflexos e a cor da pele.

I

Infertilidade

A infertilidade define-se como a incapacidade de um casal conceber ou levar a bom termo uma gravidez, depois de pelo menos um ano de vida sexual regular sem qualquer proteção

I

Inseminação artificial

Introdução de esperma vivo dentro do colo do útero, por um método diferente do coito, para fertilizar um óvulo.

I

Interrupção Voluntária da Gravidez (IVG)

Aborto por vontade própria. Decisão final da mulher de suspender uma gravidez que não é desejada.

I

Intrauterino

Dentro do útero.

L

Lóquios

Perdas de sangue pela vagina, que podem ocorrer durante dias ou semanas após o parto.

M

Mamilos

Ponta pigmentada do seio através do qual passa o leite quando a mulher está a amamentar.

M

Menarca

Primeira menstruação da rapariga, que aparece na sequência da primeira ovulação, na fase da puberdade.

M

Menopausa

Final definitivo da menstruação.

M

Menstruação

Perda de sangue por via vaginal, em geral durante 3 a 7 dias, com intervalos de cerca de um mês, a partir da puberdade. Resultado da descamação do endométrio e de um óvulo não fecundado.

M

Menstruar

Desprendimento mensal do revestimento uterino misturado com sangue.

M

Métodos contraceptivos

Procedimentos que se utilizam para evitar as gravidezes; podem ser físicos como o preservativo, ou químicos/hormonais como a pílula.

M

Metrorragia

Hemorragia excessiva fora do cíclo menstrual normal.

N

Nidação

Fixação do ovo às paredes do útero.

O

Obstipação

Prisão de ventre.

O

Organização Mundial da Saúde (OMS)

Agência internacional especializada em saúde. Fundada a 7 de Abril de 1948 e subordinada à Organização das Nações Unidas. A OMS tem por objetivo desenvolver ao máximo possível o nível de saúde de todos os povos.

O

Ovários

Gónadas femininas que produzem e contêm os óvulos.

O

Ovulação

Fase do ciclo menstrual em que acontece a maturação e expulsão de um ou mais óvulos do ovário.

O

Ovular

Maturação e expulsão de um ou mais óvulos do ovário.

O

Óvulo

Gâmeta feminino; cada uma das células sexuais femininas que, ao unir-se com as masculinas, produzem a fecundação.

O

Óvulo fertilizado

Óvulo que tenha sido fecundado por um espermatozoide.

O

Oxitocina

Hormona produzida pelo hipotálamo e segregada pela glândula pituitária. Atua nas glândulas mamárias e no útero. A oxitocina estimula a contração dos alvéolos mamários durante o aleitamento.

P

Palrar

Sons que os bebés fazem por volta dos 4/5 meses repetidos e com várias entoações.

P

Parir

Expulsar o feto pela vagina. Dar à luz.

P

Parto

Conclusão da gravidez; os músculos do útero expulsam o feto para o exterior através da vagina no parto por via baixa.

P

Parto com fórceps

Instrumento em forma de tesoura, cujas pontas têm a forma de duas grandes colheres. É introduzido na vagina na altura do parto e posicionado em volta da cabeça do bebé, exercendo depois uma ligeira pressão para que ele possa sair. Pode deixar algumas marcas na criança que desaparecerão ao fim de uns dias.

P

Parto com ventosa

Parto em que se utiliza uma ventosa própria que é colocada na cabeça do bebé para puxá-lo para fora da mãe durante as contrações. Deixa um inchaço na cabeça do bebé que desaparece ao fim de alguns dias. Hoje em dia é um método pouco utilizado.

P

Parto pélvico

Parto em que o bebé não está de cabeça para baixo e sim com o rabo ou os pés encostados ao colo do útero. O médico pode optar por fazer uma cesariana ou um parto normal.

P

Parto prematuro

Parto que se inicia antes da 37ª semana. Caso não se consiga evitar o parto prematuro, o bebé será levado para a unidade de prematuros do hospital onde receberá apoio especializado de médicos e enfermeiros.

P

Período Fértil

Intervalo de tempo em que o organismo da mulher reúne uma série de condições hormonais e fisiológicas que aumentam probabilidade de ocorrer uma gravidez.

P

Placenta

Órgão que se forma no interior do útero depois de acontecer a conceção, através do qual o feto recebe oxigénio e nutrientes.

P

Planeamento Familiar

Cuidado de saúde que aborda, previne e trata questões ligadas à contracepção, gravidez e outros assuntos inerentes à saúde sexual e reprodutiva. Faz parte da atividade dos médicos de família. Qualquer pessoa, independentemente da idade, pode solicitar apoio ao seu médico de família nas questões do planeamento familiar. Existe em muitos Centros de Saúde e Hospitais.

P

Pré-menstruais

Alterações que se produzem no corpo das mulheres, nos dias anteriores à menstruação.

P

Procriar

Reproduzir-se.

R

Reprodução

Processo através do qual os seres vivos produzem aos seus descendentes.

S

Saúde Sexual e Reprodutiva

A saúde sexual e reprodutiva inclui um conjunto alargado de temas e de procedimentos que visam promover o bem-estar físico e psicológico dos homens e das mulheres, tais como, a possibilidade de decidir livremente se se quer ter, ou não, uma família.

S

Síndroma pré-menstrual

Combinação de sintomas físicos e psicológicos intensos, como depressão e irritabilidade, de que sofrem algumas mulheres antes da menstruação.

S

Sistema imunitário

Sistema que controla os mecanismos pelos quais o corpo se defende de invasores externos. O sistema imunitário ataca e elimina as bactérias, vírus, parasitas e outras substâncias estranhas que podem afetar o funcionamento do corpo.

T

Terrores noturnos

É possível que a criança a partir dos 3 anos tenha noites mais agitadas e que acorde com medo, a gritar ou a chorar. Os terrores noturnos cumprem uma função importante, que tem a ver com a libertação das tensões do dia-a-dia da criança.

T

Teste de gravidez

Teste para comprovar se existe ou não uma gravidez. Consiste numa análise à urina para detetar a presença da hormona HCG.

T

Trompas de Falópio

Zona do aparelho reprodutor feminino que faz a comunicação entre os ovários e o útero. É por onde se deslocam os óvulos até ao útero. Também é conhecido por oviducto.

U

Útero

O útero é uma estrutura muscular única, em forma de pêra, que se situa entre a bexiga e o reto, na pélvis feminina. A função do útero é sustentar o feto em desenvolvimento durante a gravidez.

V

Vagina

Órgão sexual feminino. Consiste num canal desde a vulva até ao colo do útero, fazendo a ligação entre os órgãos externos e internos do aparelho reprodutor das mulheres.

V

Vinculação

Sentimento de união, laço psicológico que se estabelece entre duas pessoas, por exemplo, entre o bebé as figuras cuidadoras (pai, mãe, outros).

V

Vómito

O vómito é a regurgitação (saída de dentro para fora) forçada de alimentos ou líquidos devido a vários problemas. O vómito é uma das defesas do corpo para se livrar de uma infeção ou de elementos tóxicos.

Z

Zigoto

Óvulo fecundado. Célula resultante da união do óvulo com o espermatozoide, ou seja, do gâmeta feminino com o gâmeta masculino.